Skip navigation

Monthly Archives: agosto 2010

Só pra treinar a escrita, ver se continua afiada.

Isso é pra ser lido ouvindo “In The Air Tonight”, do Phil Collins. Dê o play abaixo, espere dar 30 segundos e divirta-se. Recomendo também ler a letra da música inteira.

E daí que naquela noite você me enfeitiçou?
E daí que eu, num lapso de descuido, acabei me rendendo?
E daí que você tem precisamente o tipo de corpo que me agrada, e daí que eu afundei nesses teus olhos, e daí que me sufoquei com a saliva da tua boca?

Pouco importa. Você me usou. Me fez de joguete teu.
Me subestimou, achou que nunca ia descobrir?
Minha cara pode até sugerir o contrário, mas bobo não sou.

Well, I was there and I saw what you did
I saw it with my own two eyes
So you can wipe off that grin
I know where you’ve been
It’s all been a pack of lies!

E daí que quis que eu te quisesse?
E daí que eu, num misto de êxtase e de excitação, acabei caindo nessa armadilha!
E daí que fez eu me sentir minimamente especial, minimamente diferente, minimamente igual!

Pouco importa. Agora você é passado.
Você achou que eu não fosse te superar?
Mas você é um passado que insiste em me assombrar.

Well, I remember
I remember, don’t worry
How could I forget, it’s the first time
The last time we ever met
But I know the reason why you keep in silence and
No, you don’t fool me…

Enquanto escrevia meu primeiro livro, Volúpia, “rabisquei” entre aspas mesmo, porque foi no computador) esse trecho, que acabou não entrando no texto.

O pano de fundo é o seguinte:

“Armando e Paulo são grandes amigos, e estudam na mesma escola, juntamente  com Danielle e Samantha. Armando nutriu durante um bom tempo um amor não-correspondido por Samantha, até que um dia, por força do destino, o pai dele foi transferido pela firma para Salvador.

No dia anterior ao embarque, Samantha convidou Armando para dormir em sua casa. Por força do acaso, o tio dela sofreu um grave acidente em Moema, e os pais dela tiveram que se ausentar durante algumas horas da casa. O clima foi esquentando até que os dois acabaram transando.

Depois de algumas semanas, Danielle e Paulo começaram a se envolver. Esse envolvimento também foi crescendo até chegar ao ponto máximo da intimidade entre um homem e uma mulher.

Armando e Paulo estavam conversando por telefone quando veio à tona o assunto.”

E o trecho:

“– Armando, você não vai acreditar.
— Diga. O que foi.
— Hoje a Danielle veio até a minha mesa cantarolando e me entregou um bilhete. Dizia ‘minha menstruação tá atrasada em mais de uma semana já’.
— Tá. E qual era a música?
— ‘Papa Don’t Preach’. Diga, tô ferrado.
— Tu tá ferrado. Mesmo. Além de estar grávida, ela quer ter o bebê. E tu vai ter que manter essa menina e essa criança, sei lá como.
— Eu também sou contra o aborto. A questão é dar comida pro bebê. Enquanto ela estiver só sendo amamentado, dá pra mamar nas tetas dos pais, mas e depois, quando começar papinhas e essas coisas? E as fraldas, roupas et cetera?
— Sei lá, garanhão. Tu não me pergunte. Quando eu transei com a Samantha eu tomei o cuidado de usar camisinha.
— A Danielle disse que tava tomando pílula!

— E devia. Só que deve ter esquecido algum dia, ou sei lá. Fato é que agora ela tá grávida, e ponto final.”

O desfecho programado para esta complicação era que a gravidez seria meramente psicológica.