Skip navigation

Monthly Archives: novembro 2010

De que adianta ter uma vida pela frente se o que me espera é apenas o pior dela?
Não preciso mais querer justificar minha existência. Todas as minhas tentativas até hoje foram infrutíferas.
De que adianta ter uma mente brilhante se ela não serve pra absolutamente nada?
Basta de ilusão, chega de querer ver coisa boa onde não tem nada positivo.
De que adianta ser diferente em um mundo onde isso é visto negativamente?
Pior do que isso é não conseguir de forma alguma reverter à “normalidade”.

Dado que ninguém vai sentir falta mesmo, não vejo motivo nenhum que me prenda a este mundo.
Assim, peço que não parem nem por um segundo para derramar lágrimas sobre meu corpo.
Não mereço isso. Sigam normalmente suas vidas, como se eu nunca tivesse existido.
Não guardem memórias minhas. Elas não servirão pra mais nada mesmo.