Skip navigation

É incrível como, mesmo estando deprimido, consigo escrever. Essas são coisas que me passaram pela cabeça, muito recentemente.

Ao longe, observo seu corpo.
Mas olho com certa culpa,
Certo remorso, certo pesar.
Por que me é proibido te amar?

Chegando em casa, olho pra fora.
Tento fazer essa paixão ir embora,
Faço de tudo para me esquecer.
Quem dera um dia poder te ter.

Nos meus sonhos, você aparece.
Tento evitar, mas o desejo cresce,
Me prende, me consome.
Que vontade de matar essa fome!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: